TNC no mundo

Argentina

O segundo maior país da América do Sul é uma terra de extremos geográficos e ecológicos.

A Argentina conta com um dos sistemas de parques mais antigos da América do Sul, mas apenas uma pequena porção do território nacional está sob proteção oficial. Do topo do Aconcágua — o maior pico das Américas — às planícies patagônicas que o vento desenhou, a Argentina tem uma variedade espetacular de plantas e vida selvagem.

A TNC está ajudando a proteger as planícies temperadas da Argentina por meio de três estratégias principais: apoio à criação e à consolidação de áreas públicas protegidas; suporte ao desenvolvimento de uma estrutura de áreas protegidas privadas; e a promoção de melhores práticas de pasto sustentável.

Conheça algumas das nossas iniciativas na Argentina:

 
Pasto de ovelhas sustentável

No sul da Argentina, até 90% das terras estão em propriedades privadas e são usadas para pasto de ovelhas. Como a gestão inadequada do pasto contribuiu para grandes perdas de habitat a TNC se vale de seus 60 anos de experiência para trabalhar junto aos proprietários de terras e promover o pasto sustentável de ovelhas. O gerenciamento adequado de rebanhos, terras e áreas ribeirinhas cria o contexto para que fazendeiros, ovelhas, plantas e animais nativos prosperem juntos.

Por meio de parceiros locais e internacionais, a TNC fornece as ferramentas, a tecnologia e a ciência para ajudar criadores de ovelhas na Patagônia a:

  • Usar tecnologia por satélite e trabalho de campo para mapear a vegetação e a distribuição de vida selvagem em suas terras;
  • Identificar áreas prioritárias para conservação e encontrar meios de protegê-las;
  • Desenvolver e implementar regimes de pastos — sistemas de rotação que permitem a regeneração de espécies nativas — e outras práticas de gestão favoráveis às condições naturais e à flora e fauna de planícies temperadas;
  • Estabelecer o acesso a mercados globais que promovam produtos sustentáveis.
 
Outras ações

Há vários anos a TNC apoia esforços de conservação na Argentina por meio do trabalho de parceiros e, em 2008, abriu um escritório em Bariloche, na Província de Rio Negro, na Patagônia argentina. Dentre os projetos destacam-se:

  • Financiamento de uma avaliação ecorregional da região de Gran Chaco, que se estende por Argentina, Bolívia, Brasil e Paraguai e que levou a investimentos em trabalhos de conservação nos quatro países;
  • Trabalho com organizações parceiras argentinas, brasileiras e paraguaias para preservar a Mata Atlântica;
  • Apoio à Fundación Neuquén no desenvolvimento da primeira área de conservação da Argentina.
Novidades

RSS

Mais recentes

Saiba mais

Caribe
China

Como Funcionamos
Como Funcionamos

76% Programas de conservação

14% Funções administrativas

10% Arrecadação de fundos e programas de membros